Google aposta em energias renováveis

Google aposta em energias renováveis

O Google anunciou uma compra de energia renováveis — segundo a empresa, esta é a maior aquisição corporativa do tipo já realizada na história. A gigante da tecnologia afirma ser um passo importante para ampliar a sustentabilidade.

O pacote inclui contratos de 1.600 megawatts e 18 novos acordos na área de energia. “Juntas, essas operações aumentam em quase 50% nossa carteira global de fazendas de energia solar e eólica, atingindo mais de 5.000 megawatts”, afirma o comunicado.

Quando prontos, a carteira zero-carbono do Google irá produzir mais energia elétrica do que o consumo anual da cidade de Washington, ou de países inteiros, como Lituânia ou Uruguai.

Os novos contratos estão espalhados pelo mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, a compra será de 720 megawatts (MW) de energia de fazendas solares. "Isso mais do que dobra a capacidade da carteira solar global que tínhamos até o momento", diz o comunicado. Na América do Sul, serão acrescentados 125 MW de capacidade em energias renováveis.

Serão investidos US$ 2 bilhões em infraestrutura para os novos projetos, incluindo painéis solares e turbinas eólicas

A queda do preço da energia solar foi um dos motivos para a escolha. "Os recentes contratos refletem a evolução das fontes solares como alternativa competitiva no cenário global", afirma o comunicado.

É a primeira vez que um acordo de energia sustentável é feito entre o Google e o Chile — que fecharam um contrato para a produção de energia híbrida, combinando fontes solares e eólicas. "Com frequência, os períodos com mais vento são diferentes dos horários com maior incidência de sol, e por isso essa mistura vai permitir que o centro de dados chileno conte com eletricidade zero-carbono durante quase todo o dia".

Fonte: Época Negócios