Como funcionam os projetos de estradas e rodovias?

Como funcionam os projetos de estradas e rodovias?

Desde os primórdios da civilização, um dos grandes desafios é trafegar, e isto sempre foi feito desbravando terrenos antes desconhecidos. A conquista de territórios, o avanço da ciência, tudo isso precisou ser acompanhado pela otimização das atividades do Setor de Transportes.

A Engenharia antiga, nascida com as primeiras peripécias humanas de se deslocar em busca de melhores condições de vida, iniciou o processo prático de traçar caminhos para melhorar a qualidade do trajeto e economizar tempo. Com o passar dos séculos, isso tomou forma e passou a se chamar “Projeto Geométrico“, consistindo nas etapas de Reconhecimento, Exploração e Projeto, englobando os inúmeros estudos necessários para garantir que o processo de operação, frenagem, condições de segurança, aceleração e conforto, assim como a viabilidade técnica, econômica e ambiental do empreendimento.

O Projeto Geométrico, em aspectos práticos, é um conjunto de métodos e técnicas que visam tornar viável nos aspectos econômico, social e ambiental a construção de uma rodovia, seja ela municipal, estadual ou federal (Níveis de Jurisdição).

Com foco no projeto/obra de uma rodovia, são considerados diversos fatores, porém, para fim de projeto são: o reconhecimento, a exploração e o projeto. Vale salientar que à esse tipo de empreendimento e sua execução física cabem muitos estudos dentro destas fases, que são: estudos de tráfego; geotécnicos/geológicos; hidrológicos; topográficos; geométricos; de obras de terra; de terraplenagem; de pavimentação; de drenagem; de obras de arte especiais; viabilidade econômica; de desapropriação; elementos de segurança; cronograma/orçamento de obra; de sinalização; e estudo de impacto ambiental.